Algodão «Em Conversão» KARIBAN

Algodão «Em Conversão»: transformação positiva

Porquê recorrer ao algodão em conversão? 

A KARIBAN BRANDS compromete-se com o desenvolvimento do algodão «Em Conversão», apostando num programa completo e sustentável de apoio aos agricultores, de modo a permitir-lhes passar progressivamente do cultivo do algodão convencional para o cultivo do algodão biológico.

Actualmente, apenas 1% da produção mundial de algodão é biológica.

Perante uma forte procura e um aumento abrupto dos preços desta matéria-prima, o cultivo do algodão «Em Conversão» é uma estratégia eficaz, que tem como objectivo aumentar progressivamente o fornecimento mundial do algodão biológico e, assim, contribuir para o esforço de protecção do Planeta.

3 ANOSé o tempo necessário para que as parcelas de algodão convencional fiquem livres dos vestígios de pesticidas e se regenerem.

Desde o primeiro dia deste programa de transição que a produção respeita escrupulosamente as normas impostas pelas fieiras biológicas.

Do algodão convencional para o cultivo do algodão biológico

KARIBAN :Algodão IC2 com certificado GOTS

A marca Kariban decidiu terminar as suas referências com as letras «IC», o que permite identificar facilmente os produtos «Em Conversão».

Mantendo o seu objectivo nas colecções mais responsáveis, a Kariban pretende que todas as referências «IC» obtenham o certificadoGOTS -In- Conversion (Global Organic Cotton Standard).

As diferentes etapas desta transição biológica
Algodão cultivado sem produtos químicos

A etiqueta GOTS

No mundo do têxtil, o certificado GOTS é o mais exigente e o mais procurado, uma vez que garante uma qualidade e um rastreamento excepcionais. Este certificado permite comercializar os têxteis biológicos em todo o mundo.

O organismo Ecocert, que emite o certificado GOTS, tem como missão acompanhar, enquadrar e controlar
escrupulosamente os agentes do têxtil que pretendem obter e conservar esta etiqueta preciosa.

Especialista mundial na certificação de práticas sustentáveis, respeita os pontos seguintes:

-Algodão cultivado sem produtos químicos (pesticidas, insecticidas e adubos), nem organismos geneticamente modificados.

-A gestão adequada e controlada de água para a irrigação dos campos nas zonas agrícolas ou nos períodos de seca, necessitando de uma irrigação humana.

- A garantia do respeito pelas condições sociais de trabalho baseadas nos princípios da OIT (Organização Internacional do Trabalho) da ONU (Organização das Nações Unidas).

-A garantia de que os produtos acabados foram fabricados, em todas as etapas de produção, sem qualquer produto tóxico, quer para o ambiente, quer para os trabalhadores da produção quer para os utilizadores.

-O certificado GOTS é o único que pede às marcas certificadas que forneçam, aquando das auditorias de controlo, os relatórios de testes laboratoriais que provem que não existem vestígios de organismos geneticamente modificados no ADN dos algodões utilizados, nem de pesticidas ou de outros produtos químicos tóxicos.

Estes testes são exaustivos e onerosos, mas é a única forma de garantir que o algodão é natural e inofensivo.

No caminho para a produção biológica, para um futuro mais sereno

Compreender as diferenças entre o algodão convencional e o algodão biológico:

ALGODÃO CONVENCIONAL

ALGODÃO BIOLÓGICO

Elevado consumo de água
Prejudica os lençóis freáticos, fazendo com que se esgotem.
Fraco consumo de água
Riqueza natural dos solos, o que permite conservar a água.
Cultivo intensivo e nefasto para a natureza
Utilização de insecticidas, pesticidas e organismos geneticamente modificados. Monocultura intensiva.
Cultivo adequado e amigo do ambiente
Sem pesticidas, adubos naturais, preservação da biodiversidade e rotação das culturas, de modo a evitar o empobrecimento dos solos.

Produtos químicos
Metais pesados e cloro utilizados para o tratamento, o branqueamento, os tingimentos dos tecidos…
Nenhuma substância química
Substâncias não nocivas.
Condições de trabalho
Sem protecção dos trabalhadores.
Condição de trabalho
Remuneração justa e protecção dos trabalhadores e das suas famílias.

A escolha das referências «IC» da Kariban permite antecipar-se e adaptar-se às alterações de consumo, trabalhando a favor das práticas amigas do ambiente.

O investimento na agricultura biológica traduz-se em apoio financeiro aos produtores (este período transitório gera no início uma diminuição das receitas), em formações e em assistência técnica, aliando tradições e métodos ecológicos modernos.

Graças a este programa, a Kariban participa na melhoria da qualidade de vida dos agricultores e incentiva-os a passarem para uma agricultura sustentável.

Esta colaboração é indispensável para se conseguirem alterações reais para o futuro e para permitir que cada um encontre as suas vantagens.

Mais cultivos de algodão biológico é a garantia de um futuro ecológico mais sereno para o nosso Planeta e de melhores condições de trabalho para os agricultores.

O programa Algodão «Em Conversão» insere-se numa lógica global de empresa sustentável, e esta conversão comprometida inscreve-se na acção de qualidade da marca Kariban; graças a um controlo rigoroso do nosso caderno de encargos. Manter os padrões de qualidade superior esperados pelos clientes da marca é uma prioridade para nós.

Concepção, design, respeito pelos prazos e rastreamento estão na ordem do dia!

Na agricultura biológica traduz-se em apoio financeiro aos produtores